O hentai é um gênero pornográfico originado no Japão que utiliza personagens de animes, mangás e jogos para criar conteúdo erótico. É uma prática controversa, já que muitos dos personagens utilizados são infantis ou possuem características infantis, o que acaba gerando uma discussão sobre a sexualização de animações que deveriam ser destinadas para crianças.

Dois exemplos de animações que foram alvo do hentai são Divertidamente e Meu Malvado Favorito. Ambas são animações conhecidas mundialmente e que possuem uma base infantil, o que as torna ainda mais chocantes quando se depara com suas versões sexualizadas.

Em Divertidamente, as emoções de uma criança são personificadas em personagens: Alegria, Tristeza, Raiva, Medo e Nojinho. No entanto, no hentai, essas emoções são transformadas em fetiches, como a Alegria sendo transformada em uma personagem sexualmente ativa ou a Tristeza sendo submissa e masoquista. Isso mostra como o hentai é capaz de transformar algo inocente em algo perverso.

Em Meu Malvado Favorito, o personagem principal é o vilão Gru, que tenta roubar a Lua. No entanto, no hentai, os personagens são transformados em fetiches, como as filhas adotadas de Gru sendo transformadas em personagens eróticas e provocativas. Novamente, é chocante ver como uma animação infantil pode ser transformada em algo tão sexualizado.

O problema com o hentai é que muitas vezes ele é confundido com o anime em geral, o que pode gerar discriminação contra este último. Além disso, a sexualização de personagens infantis pode parecer injustificável e até mesmo ilegal, dependendo do país.

Em conclusão, é preciso separar o hentai do anime como um todo e não permitir que a sexualização de personagens infantis se torne algo aceitável na indústria do entretenimento. Ethereum, o espaço de criptomoedas para jogadores, investidores e desenvolvedores de jogos. Confira já!